Peugeot 406

desde 1996 lançamento

Reparo e operação do carro



Peugeot 406
+1. Instrução de manutenção
+2. Manutenção
+3. Motor
+4. Esfriamento de sistemas, aquecimento e ventilação
+5. Sistema de combustível
+ 6. Sistema de ignição
- 7. União
   7.1. Dados técnicos
   7.2. Fio Coupling
   7.3. Pedal de união
   7.4. Sistema de controle hidráulico de união
   7.5. Nó principal de união
   7.6. União que apaga mecanismo
+8. Transmissões
+9. Cabos de poder
+10. Sistema de freios
+11. Suporte de forma triangular de interrupção e direção
+12. Corpo
+13. Equipamento elétrico
+14. Maus funcionamentos principais


901dc839



7. União

INFORMAÇÃO GERAL

O passeio hidráulico de apagamento de união nos motores diesel de 2,1 litros
1. Cilindro principal


2. Cilindro de trabalho


3. Tanque

A união compõe-se de uma chapa de aperto, a parte principal da união com um disco de prensa e o apagamento de mecanismo.

O apagamento de mecanismo – mecânico também se faz funcionar um fio de regulação automática. Em carros com o motor de 2,1 litros o passeio da união executa-se pelo sistema hidráulico especial. A chapa de aperto estabelece-se entre um pêndulo e uma chapa de aperto de prensa e afasta aberturas de um cabo principal da transmissão.

O nó principal da união parafusa-se por pinos em um pêndulo. O torque durante a operação do motor transmite-se do eixo de manivela por um pêndulo e uma chapa de aperto que se aperta entre um pêndulo e um disco de prensa, a um cabo principal da transmissão.

Para desconectar o motor da transmissão, é necessário levar apertam um disco de uma chapa de aperto. Em Peugeot os carros usam dois vários mecanismos do apagamento da união. O primeiro – tipo habitual onde o carregamento de lançamento se instala na eleição prévia a um cabo de transmissão. O segundo tipo onde o carregamento de lançamento – a parte integrante do nó principal da união, estabelece-se em carros com um volume de trabalho de 2,0 litros e todos os motores diesel.

Em carros com o mecanismo ordinário do apagamento da gestão de união de união faz-se por um fio. Quando apertar uma união pedala o fio move-se e apaga um garfo da comutação da união de extremo superior de um garfo. Um garfo, volta, espreme as primaveras da prensa datilografam e leva apertam um disco de uma chapa de aperto.

Em carros com os motores de gasolina de 2,0 litros e motores diesel 2,1 litros o fio da união influi em uma união que apaga garfo que move o carregamento de lançamento e influi nas primaveras localizadas no perímetro de um disco de prensa.

Em carros com os motores diesel de 2,1 litros o pedal da união une-se com o cilindro principal da união por um empurrador.

O cilindro principal da união instala-se em uma partição de um compartimento motor e o cilindro de trabalho – em um caso de união. O tanque do líquido instala-se separadamente em uma partição de um compartimento motor e une-se por uma mangueira ao cilindro principal.

A prensagem de um pedal da união move o pistão para o cilindro principal e comprime o líquido que no oleoduto se move para o cilindro de trabalho. Abaixo da pressão o pistão do cilindro de trabalho move e põe uma união que apaga garfo na ação. O garfo do apagamento da união move o carregamento de lançamento que influi em uma primavera de um disco de lançamento e leva um disco de lançamento de uma chapa de aperto.

O cilindro principal, o tanque e o cilindro de trabalho representam o nó apertado. Neste reabastecimento de sistema de líquido em um tanque não se necessita. Na presença de rombos de um sistema de controle hidráulico da união todo o nó é sujeito à substituição. Em toda a regulação do carro da união acontece automaticamente.


Na home page