Peugeot 406

desde 1996 lançamento

Reparo e operação do carro



Peugeot 406
+1. Instrução de manutenção
+2. Manutenção
+ 3. Motor
- 4. Esfriamento de sistemas, aquecimento e ventilação
   4.1. Dados técnicos
   4.2. Conexão de mangueiras do sistema de esfriamento
   4.3. Radiador
   4.4. Termostato
   4.5. Torcedor elétrico
   4.6. Sensores termais
   4.7. O sensor de uma lâmpada do excesso da temperatura de esfriar o líquido
   4.8. Bomba de água
   4.9. Aquecimento de sistema e ventilação
   4.10. Elementos de sistema de aquecimento
   4.11. Sistemas de condicionamento aéreos
+5. Sistema de combustível
+6. Sistema de ignição
+7. União
+8. Transmissões
+9. Cabos de poder
+10. Sistema de freios
+11. Suporte de forma triangular de interrupção e direção
+12. Corpo
+13. Equipamento elétrico
+14. Maus funcionamentos principais


901dc839



4.11. Sistemas de condicionamento aéreos

INFORMAÇÃO GERAL

Em alguns modelos o sistema de condicionamento aéreo instala-se.

O sistema trabalha como se segue. O compressor comprime o reagente e dá-o ao condensador instalado em uma parte avançada de um radiador onde o reagente se torna o líquido e reduz a temperatura. O reagente líquido passa pela válvula de expansão a evaporador onde se estende do líquido abaixo da alta pressão ao gás abaixo da pressão baixa. Esta expansão segue-se da queda da temperatura que esfria evaporador. O reagente volta ao compressor e o ciclo repete-se.

O ar que passou por evaporador vem ao distribuidor onde mistura com o ar quente que passou por um aquecedor, por isso, a temperatura aérea de jogo consegue-se.
Prevenção

O trabalho no sistema de condicionamento aéreo tem de executar-se em oficinas especializadas. O sistema de condicionamento aéreo enche-se do reagente especial (Freon), por isso, é impossível despressurizar o sistema sem conhecimento especial e o equipamento.

A única ação que pode realizar-se independentemente no sistema de condicionamento aéreo é a substituição de um cinto de compressor de condução.



Na home page